Este site usa cookie para fornecer uma experiência melhor. Prosseguindo com a navegação aceite a utilização dos nossos cookies OK

Comemorações do Dia da "Etnia Italiana": abertura da exposição Terra Mater

Data:

10/05/2019


Comemorações do Dia da

O Consulado-Geral da Itália em Porto Alegre, por ocasião do Dia da "Etnia Italiana" no RS, comemorada no dia 20 de maio, data que em 1875 chegaram ao Estado as três primeiras famílias de imigrantes italianos estabelecendo-se em Nova Milano, traz a Porto Alegre a Mostra do Artista Plástico Italiano Mirkó, com o objetivo de prestar uma homenagem aqueles corajosos camponeses que deixaram a amada pátria em busca de um futuro melhor. A exposição será inaugurada no Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), na terça-feira 21 de maio, às 19hs, com curadoria de Rita Raimondi.

A mostra é composta de treze quadros e quatro esculturas em cerâmica, formando um conjunto hipnótico de linhas criando maravilhosas cenas oníricas onde o artista representa as histórias e as condições dos migrantes.

Nesta exposição, que tem o título Terra Mater, os protagonistas são reais ou imaginários e fazem parte do nosso tempo passado ou atual. Alternando-se entre a cerâmica e a pintura sobre tela ou madeira com extrema desenvoltura e sem compromissos ou limites, o conceito artístico do artista é um abstrato simples, natural e com uma linguagem universal e acessível para todos.

Mirkò consegue carregar uma grande força expressiva nas figuras, nas paisagens e nos “símbolos” onde o real é fragmentado, plano e sem perspectivas; cada obra é uma alternância de cores vibrantes, de simetrias e de movimentos onde o traço perfeito do artista junto a uma variedade de pequenos “detalhes” harmoniza o trabalho.

O estilo do artista é imprevisível, sintético, reflexivo de substância e não de aparência no qual ele expressa realidade e esperança que se misturam com a criatividade.

Uma música criada especialmente para a ocasião por dois compositores italianos — Davide Famularo e Mauro Romano — completa a magia do projeto artístico remetendo-nos a sensação de termos ao fundo o som das ondas do mar e de gaivotas que acompanham os navios dos nômades indo para aquela “Terra Mater” em busca de uma nova vida e de novos horizontes para a concretização dos sonhos. A melodia nos transporta a cantos e danças de povos antigos e tribais, de povos que migram, de povos que não almejam um futuro melhor, mas apenas ter um futuro

O artista estará presente no vernissage e, nesta sua primeira mostra no Brasil, expõe trabalhos inéditos realizados em 2019.

Mirkò é um jovem artista cujo estilo, já descrito como uma nova expressão do cubismo, é majoritariamente contemporâneo porém com marcadas influências clássicas e modernistas, resultado de sua formação artística, fortemente influenciada pelo artista holandês Frans Brugman, e interesses pessoais. Detentor do título de Mestre de Arte, obtido em Salerno, Mirkò transita entre a pintura e a cerâmica abordando temas da mitologia, da história, da religião e da própria paisagem da Costa Amalfitana onde reside, resultando em um estilo único que o torna um dos expoentes da contemporaneidade artística italiana. 

A mostra estará no MARGS até o dia 7 de julho. Mais informações sobre o artista estão presentes em seu site oficial: http://www.mirkoart.it/ 

Clique aqui para baixar o currículo do artista.


310